segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Fuvest 2011 Geografia comentada

A FUVEST 2011 trouxe uma versão de prova extremamente fácil e sem maiores problemas, exceto pelo gráfico um pouco confuso na questão de número 65. A maioria das questões envolviam assuntos discutidos em diversas postagens no blog durante o ano de 2010, principalmente em relação ao relevo, silvicultura e condição brasileira de exportador de primários.
Questão 60
A questão abordava uma ilustração de uma forma de relevo brasileira conhecida como chapadas e exigia do candidato conhecimentos referentes a esse relevo. Sobre as chapadas é correto afirmar que são planaltos desgastados pela erosão, geralmente em terrenos de rochas sedimentares e distribuídos pelas porções nordeste e centro-oeste do país. A característica é apresentar o topo aplainado como uma mesa evidenciado pelo processo de erosão que desgasta de forma homogênea a parte superior. O mesmo não acontece em terrenos cristalinos, onde a erosão costuma contribuir para formações arredondadas, as chamadas colinas como é comum nas porções atlânticas do país, o relevo conhecido como mares de morros.
Resposta a – o relevo está distribuído no norte e centro-oeste, em terrenos cristalinos moldados pela ação dos ventos. 
Pelo menos três equívocos marcam esta opção, os terrenos amazônicos da região norte são em sua maioria depressões e planícies e não chapadas, os terrenos não são cristalinos na sua totalidade, são sedimentares já que a região trata-se da bacia amazônica havendo acúmulos de sedimentos nas depressões, e por último, o terreno não é moldado pelos ventos, já que o grande agente que molda o relevo da região é a ação das chuvas, erosão pluvial
Resposta b – o relevo está no litoral sul resultado da ação das águas do mar sobre rochas sedimentares
As chapadas são feições de relevo exclusivos do centro-oeste e nordeste do Brasil, enquanto que a região sul ocupa terrenos que partem da depressão periférica presente no sudeste, planaltos e planícies litorâneas. Quanto à forma de erosão, nessa região do país atua a erosão fluvial marcada nas rochas pelo trabalho dos rios e erosão pluvial, trabalho das águas das chuvas desgastando as rochas mistas entre cristalinas nos planaltos e sedimentares das áreas depressivas
Resposta c – o relevo concentra no sul e sudeste pela ação das chuvas em terrenos cristalinos
O equivoco está nas áreas de concentração, apenas centro-oeste e nordeste, já ação das chuvas em terrenos cristalinos é características dos relevos de mares de morros, onde as rochas adquirem feições de colinas acima enquanto a erosão fluvial trabalha os rios abaixo.
Resposta d – o relevo está presente no litoral norte e nordeste associado à erosão em planaltos sedimentares. 
Nesse caso, a região norte comporta planícies e depressões, as poucas áreas de planalto, Planalto das Guianas não possuem características de chapadas
Questão 61
Nessa questão foram exigidos conhecimentos sobre o desenvolvimento da região do Vale do Paraíba, entre as afirmações, as únicas corretas estão associadas:
  • À pecuária leiteira que substitui a economia do café no período atual, em função das baixas nos solos pela extensa exploração, além de um mercado não mais tão competitivo, embora ainda praticado
  • À paisagem do Vale do Paraíba que está associada ao relevo de mares de morros, pela sua localização na porção atlântica do país, relevo de colinas em terrenos cristalinos erodidos pela ação dos agentes externos, principalmente trabalho fluvial, também presentes em São Luiz do Paraitinga
  • À localização do Vale do Paraíba que está entre São Paulo e Rio de Janeiro também contribuindo para o estabelecimento de indústrias na região, acesso também a outras cidades importantes na economia do sudeste como São José do Rio Preto, importante pólo tecnológico do país
Respostas a/d/econtém o item concentração de hidrelétricas no Vale do Paraíba
As opções equivocadas estão por conta da presença desse item que trata o Vale do Paraíba como região que concentra as maiores hidrelétricas do estado. O estado de São Paulo concentra grandes hidrelétricas, mas nas divisas com os estados do Sul e centro-oeste, onde o relevo apresenta altitude importantes para o fornecimento de energia, o mesmo não cabe na região do Vale do Paraíba, marcada por relevo depressivo esculpido pelo rio Paraíba do Sul
Questão 62
Nessa questão foram abordados conhecimentos sobre os domínios morfoclimáticos brasileiros, entre eles, o domínio das Araucárias, onde a única questão correta é a questão que indicava a urbanização e processos de exploração de madeiras como devastadores da floresta, hoje, com percentual em torno de 3% a 5%. Também conhecida como Mata de Pinhais ou Floresta Ombrófila Mista, o domínio constitui os pinheiros e as araucárias, excelente madeira pelo porte e fonte de celulose. Embora no passado a extração da floresta estivesse ligado à indústria moveleira, hoje, e principalmente nos Estados do Sul que reposndem pela alta fabricação do papel, os remanescentes florestais estão ameaçados pela silvicultura, florestas plantadas que abastecem as indústrias de papel e celulose.
Resposta bexpansão de parreiras associadas aos remanescentes de araucárias. 
Totalmente equivocada, pois a questão tratava de condições de devastação das araucárias, como a mata foi reduzida e essa opção tratava as araucárias já como remanescentes não trazendo opções de devastação
Resposta co domínio foi devastado para dar origem à ovinocultura e avicultura. 
Equivocada em função de a devastação ser para abastecer a indústria madeireira e moveleira, além da criação de espaços para a ocupação humana
Resposta d a prática da silvicultura possibilitou a expansão desse domínio morfoclimático. 
A opção possui dupla interpretação, mas ambas erradas. A expansão do domínio em questão pode ser entendido como expansão da silvicultura, mas a silvicultura não é domínio morfoclimático, então só resta pensar que a expansão é das araucárias, mas a própria questão fala da devastação e não da expansão da floresta, então a opção está totalmente errada
Resposta e – a arenização no sul devastou as araucárias. 
Está equivocada, pois a arenização é um problema ambiental recente enquanto que a devastação das araucárias ocorre desde o inicío do século acompanhando os processos de ocupação humana na região
Questão 63
A questão exigiu conhecimentos da silvicultura, florestas plantadas no Brasil. Sobre a questão estão corretos os itens que tratam  sobre os maiores estados produtores, São Paulo e Paraná, já observados no gráfico e o item que fala dos avanços do plantio para os Estados da Bahia e Espírito Santo associando à devastação da Mata Atlântica.
Respostas c/d/e – ambas as opções trazem a falsa ideia de que a região sul produz silvicultura em pequenas propriedades, o que é uma inverdade, visto que as áreas respondem por grandes hectares plantados.
Resposta a – traz somente como correto o fato de a produção estar centrada em São Paulo e Paraná, mas também a opção de que há expansão para os territórios da Bahia e Espírito Santo está correta e junta-se a essa. 
Questão 64
A questão trata dos processos de descentralização e desconcentração das indústrias da região metropolitana de São Paulo para outras cidades no interior e até para outros estados. Todas as alternativas estão corretas, o processo de mudanças na localização industrial está ligado aos problemas que as indústrias enfrentam com relação à circulação das mercadorias na capital e também às organizações trabalhistas presentes, fatores esses que culminam com a diminuição da empregabilidade na região. Outros fatores relacionados são a competição fiscal entre os estados, diminuição e até isenção de impostos, e ofertas de terrenos para a construção das indústrias.
Respostas a/b/c/d - todas as alternativas I-II-III estão corretas e só aparecem na letra e, as demais letras apresentam entre uma ou duas alternativas como corretas
Questão 65
A questão exigiu conhecimentos de matriz energética apresentada em um gráfico que trazia alguns dos maiores produtores em determinados setores energéticos não citados. A questão está confusa, pois havia diversos dados, onde exigiu maior tempo para solucionar a questão. O candidato deveria indicar entre Brasil, EUA, China e Índia, quem liderava a produçao energética de pelo menos três desse elementos, carvão mineral, fontes renováveis, gás natural, petróleo. Na primeira coluna a produção maior era a dos EUA, no caso entre todos os outros, o país lidera a produção de gás natural, embora não sejam os maiores produtore mundiais responde pela maior produção entre esses países. Na sequência uma outra oferta de energia apresentava a China como o maior produtor seguido da Índia, nesse caso a opção energética é carvão mineral, que é maior produção chinesa no globo. Em uma última coluna, a maior produção trazia o Brasil como líder, e nesse caso, entre os outros países citados, o Brasil responde pela maior oferta de energia proveniente de fontes renováveis, como biogás, biomassa, energia eólica, entre outros.
Respostas a/c/d/e - estão incorretas, pois associam aos EUA a maior oferta de petróleo, fontes renováveis ou carvão mineral, quando a maior oferta é a de gás natural
Questão 66
A questão averiguou dos candidatos conhecimentos relacionados à geopolítica atual através da interpretação de um gráfico. Sobre a geopolítica cabe considerar que vivemos um período multipolar, com varias nações exercendo influência no contexto global, mas entre outros deve-se considerar que as nações emergentes, Brasil, China, Índia, mais precisamente o bloco sul, representam resistência aos comandos norte-americanos. Sobre a tríade, representada no gráfico pelos EUA, Europa e Japão, trata-se dos países mais desenvolvidos do mundo, na Europa principalmente a Alemanha.
Resposta a – potências do sul lideradas por Brasil e Índia. 
Não há essa liderança, ambos os países do gráfico devem ser interpretados como países emergentes, não como liderados
Resposta bmundo unipolar sob comando americano, principalmente no hemisfério sul
Não existe essa interpretação, pois o mundo vive um período multipolar, além do fato de haver repulsa desses países aos comandos norte-americanos
Resposta c – potências militares sob liderança de Brasil e Índia
Não há essa interpretação, pois não há a liderança para essa região
Resposta e – países do hemisfério sul sob tutela dos EUA
Não há tutela dos EUA, ambos os países repudiam investidas americanas
Questão 67
A questão tratava dos investimentos chineses no Brasil. Sobre a questão a única alternativa correta é alternativa que trata a China como um grande investidor no Brasil por conta das culturas da soja e exportação de minério de ferro lembrando que o Brasil é um grande exportador de produtos primários e como já mencionado no blog, anteriormente, o Brasil destrói seus solos em função das culturas plantadas para exportação e que correspondem a uma grande fatia do PIB nacional.
Resposta binvestimentos originados pela falta de mão-de-obra qualificada na China
Essa opção não tem haver com a questão
Resposta cNegrito – investimentos pela necessidade da China expandir o campo pesqueiro. 
Errada, pois a China atua na produção mundial de carne bovina e para tanto, compra a soja produzida no Brasil com investimentos chineses para alimentação de seu gado
Resposta d investimentos na produção pecuária. 
Errada, pois os investimentos são para a produção de soja, e a China já é um dos maiores produtores de carne assim como o Brasil, não mantendo esse tipo de investimento aqui
Resposta e – legislação trabalhista brasileira flexível atraindo investimentos. 
Errada, pois a legislação brasileira, no geral, com a presença de sindicatos, protege o trabalhador da exploração, diferentemente do que acontece na China
Questão 68
A questão 68 exigiu conhecimentos cartográficos através dos cálculos das distâncias apresentadas entre algumas cidades palco da copa de 2010 na África. A escala apresentava cada centímetro do mapa correspondente a 70.000.000 de centímetros no terreno, ou seja 700 km. O candidato deveria efetuar cálculos entre determinadas cidades, sendo Johannesburgo e Porto Elizabeth, por exemplo, distantes no mapa por 1, 5 centímetros, a distância real equivale a 1050 km, já que 1 cm corresponde 700 km somados a mais 0,5 cm que corresponde a 350 km.
Respostas a/b/d/e - a única opção correta é a opção c que apresenta a distância de 1050 km entre Johannesburgo e a cidade de Porto Elizabeth, todas as demais não apresentavam essa  quilometragem, além dos demais cálculos estarem em ordens inversas ou errados
Questão 69
A questão trazia o mapa da distribuição de malária no mundo. A única afirmação aqui é de que a concentração está na região da África Subsaariana em função da localização na faixa tropical, de grande insolação, além do fato da pobreza assolar o continente, principalmente essa região abaixo do deserto do Saara.
Resposta aÍndia e Indonésia erradicaram a malária através do crescimento econômico
Errada, ambos os países embora de economias crescentes não erradicaram problemas que afetam a população
Resposta b o clima tropical prolifera a doença no Peru, Chile e Colômbia. 
Pela interpretação do mapa, ambos os países não são alvos de alto risco da doença
Resposta c - A concentração da malária no nordeste do Brasil relacionado ao saneamento
Errada, pois o nordeste não concentra essa doença, pois o clima semi-árido com baixa incidência de chuvas e de rios temporários colabora para o baixo índice
Resposta d – na Amazônia a doença foi erradicada. 
Errada, pois a doença não foi erradicada, há um médio índice mostrado pelo mapa e a região favorece a proliferação da doença. Os índices são baixos em função do controle até certo ponto brasileiro, além do baixo índice populacional na região 

veja a previsão de sua cidade

NASA imagem do dia

World